Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

quinta-feira, março 19, 2009

A cavalo dado


A cavalo dado não se olha o dente. Claro que as motivações dessa oferta podem estender-se da mais altruísta generosidade até à mais insidiosa manobra de diversão que se possa imaginar. Não é possível ter o melhor de dois mundos, embora o diabo não esteja sempre escondido atrás da porta. A suspeita será nossa aliada ou a mais feroz inimiga? A Criança do Tempo senta-se à minha frente e diz "Esta é a História até agora..."

3 comentários:

Laranjinha disse...

Na verdade, as dúvidas são muitas vezes traiçoeiras. Por vezes, contudo, permitem-nos caminhar com mais cautela. E isso é bom, sim.

http://escritoemlaranja.blogspot.com

Joana disse...

Porque razão havemos de desconfiar sempre que nos dão algo que não estamos à espera?

Passageiro do Tempo disse...

A dúvida que sempre nos acompanha - será que podemos confiar? Porque não duvidar da própria dúvida?

Um excelente texto!

Grande abraço!

Arquivo do blogue