Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

domingo, setembro 24, 2017

Do Tempo...



" Do Tempo... falar-te-ei um dia, quando souber voar como as aves brancas...
Do Tempo... das imagens... direi que eternidade guardam... para ti...
Do Tempo... em que escutava a voz dos meus avós... guardo um amor eterno...
Do Tempo... que já não volta... abraço-O...
Imaginando-te... um dia... vou guardar o Teu Tempo de criança... e...
transformá-lo na pedra mais precisosa que qualquer diamante alguma vez já descoberto.
Do Tempo, guardo-te... naquela eternidade que só o Tempo conhece... pois talvez, um dia... saberás... de que tamanho é o Amor incondicional..."


1 comentário:

A. M. Catarino disse...

belíssimo :-) aquele abraço

Arquivo do blogue