Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

terça-feira, dezembro 01, 2009

Como um raio de sol na superfície dos sonhos


O livro esperava sobre a mesa da sala. Estava exactamente no local em que o deixara, ligeiramente inclinado na diagonal em relação ao eixo da coluna de revistas que decorava a mesa. Deixou-se cair sobre o sofá e respirou fundo. Fora um dia terrível, carregado de problemas e fértil em contrariedades. Por mais que tentasse não conseguia esquecer as agruras do dia. por mais que se esforçasse não conseguia relaxar. Pegou no livro. Talvez se começasse a ler conseguisse afastar os maus pensamentos da cabeça. A sua agitação interior resistiu ainda a alguns parágrafos, mas, disciplinadamente, voltava à primeira linha e recomeçava. Em breve estava completamente imerso nos contornos da história que vivia dentro daquelas páginas. O dia pusera-se à muito para além da cordilheira da consciência. Era bem certa aquela máxima que não se cansava de repetir aos amigos que não gostavam de ler: um livro é um passaporte para sonhar.

3 comentários:

a ALMA das IMAGENS disse...

...sonhei.
Obrigado

Laranjinha disse...

Se é...! Tem sido uma preciosa companhia nestes tempos de espera ausente.

Passageiro do Tempo disse...

Muitas vezes é assim mesmo... um livro ajuda a sonhar, assim como um dia inteiro a fotografar... :))

Para quando uma saída fotográfica???

Grande abraço!

Arquivo do blogue