Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

sexta-feira, setembro 07, 2007

Fora de horas


O Aprendiz de outrora descobrira inesperadamente o rosto do Mestre no reflexo do rio onde se debruçara para saciar a sede na quietude do bosque.

As longas barbas brancas talvez escondessem ainda a suavidade da pele do jovem impetuoso de outros dias menos esquecidos do que o dia de ontem e ainda assim não tão longinquos como o dia de amanhã.

Quem lhe ensinara mais?

O homem que lhe ensinara a sagrada arte e o secreto ofício que agora se incumbia de transmitir a outros mais jovens e inocentes, ou os olhos da mulher que amava ainda para além da morte?

Quem fora na verdade o Mestre mais precioso?

Desejou ardentemente encontrar esse mesmo olhar quando se voltasse para averiguar que estranho restolhar fora aquele logo atrás de si... porém o mais certo era ser apenas um dos seus protegidos ...ou na pior das hipóteses um dos soldados da horda inimiga prestes a desferir sobre si o golpe de misericórdia.

Fosse como fosse não poderia prolongar eternamente o prodígio daquele instante entre o último gole de água e o acto de se virar...

Às vezes acredito que o futuro está escrito nos teus olhos... Deve ser por isso que temo olhá-los bem fundo... como se esticasse os pés e espreitasse através duma janela onde o futuro, o passado e o presente se confundem e amalgamam como uma singular inominabilidade. Inquietantes cenários e enigmáticas situações envolvendo improváveis objectos parecem acontecer dentro deles... o impossível não parece tão irremediável durante o tempo que dura o teu olhar... É na inolvidável maravilha do teu olhar que o chumbo dos meus pensamento se metamorfoseia no ouro das asas dum pássaro que voa livre para além do Tempo. Nem que vivesse mil anos encontraria descrição mais apropriada do que esta para a alquimia da tua presença...

3 comentários:

a ALMA das IMAGENS disse...

Uma imagem e um texto que nos transportam a um mundo de sonhos... ah, como é bom sonhar!!!....
Obrigado

Joao Soares disse...

Prabéns pelo blogue.
Já o linkei no Dossier Terra Artística.
Aguardo visita ao meu Bioterra e comentários.
Abraço

Passageiro do Tempo disse...

Um belo texto.... fascinante.... grande abraço!!!

Arquivo do blogue