Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

domingo, setembro 09, 2007

O Altar do Tempo



Antes de nos despedirmos, olhámos uma vez mais aquele lugar. Tudo parecia dizer-nos de que o nosso momento chegou, mesmo as palavras que não trocámos, soavam tão fortes que mal poderia olhar-te nos olhos...
Ambos sabíamos que era a última vez, mas não o dissémos, aproveitámos cada segundo, cada minuto como se fosse a última vez, como se aquele fosse o último dia das nossas vidas...
Cada pequena porção da tua pele foi sentida por mim como se fosse a primeira vez... gravei na minha memória o que foi tocar-te naquele dia.
O Sol e o Tempo pareceram estar atentos a nós... aquela tarde, como tu sabes, passou lentamente... e, paradoxalmente, deveria ter passado rápidamente...
Finalmente dissémos adeus, aquele lugar, o "Altar do Tempo" como lhe chamaste, foi a testemunha do adeus, de um sonho e de uma história que um dia hei-de lembrar...
Ambos olhámos para este lugar e cada um seguiu o seu caminho...

2 comentários:

Caçador de Palavras disse...

ninguém precisa andar na escola para aprender a linguagem do olhar ;-)

abraço

a ALMA das IMAGENS disse...

;-)

Arquivo do blogue