Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

sábado, setembro 15, 2007

Para Além da Verdade...


" Todos nós achámos estranho o que nos contou aquele velho homem, pareceu-nos incrível que tal história pudesse ser verdadeira... no entanto algo em nós pareceu despertar, como se uma chama que nos habitava desde sempre fosse agora o centro do mundo.
Voltámos para a velha cabana e olhámos o céu... algo nos dizia que haveria alguém, algures num futuro distante, que um dia poderia olhar estas mesmas estrelas, que pensasse como nós, que sentisse como nós...
À nossa volta o silêncio da selva pareceu escutar o nosso próprio silêncio.
Amanhã o sol nasceria e as trevas, como dizia o nosso ancião, teriam de recuar, mais um ciclo na roda da vida se cumpriria.
Os cânticos soaram de novo, alguém que estava doente ficaria depressa curado."

2 comentários:

Anónimo disse...

... e o sol nasceu, então as trevas recuaram... novamente se fêz luz em nossas almas...onde existe luz, não ha lugar para o mêdo... o nosso anciâo tinha razão.
Amei este teu texto.
Abraço imenso.
Sissi

Caçador de Palavras disse...

as estrelas são testemunhas das aventuras e desventuras das nossas curtas vidas... que lições preciosas não aprenderíamos se soubessemos escutá-las ;-) abraço

Arquivo do blogue