Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

terça-feira, outubro 28, 2008

Existir


...e os pássaros cantavam, os rios rumorejavam, os ramos das árvores assobiavam uma qualquer melodia ensaiada pelo seu maestro o vento e até as pedras (embora permanecendo na eterna imutabilidade do seu silêncio) pareciam felizes por conhecerem aquele dia.

2 comentários:

Joana disse...

Quando se sentem os dias plenamente, parece que tudo tem mais sentido...

Passageiro do Tempo disse...

Um Tempo de existir...

Um abraço!!!!

Arquivo do blogue