Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

sexta-feira, março 02, 2007

O último barco


Procurei bilhete para o último barco com partida para a Felicidade.

Comprei-o ou não comprei?

Talvez tenha feito a reserva e depois esquecido de o levantar.

Este imperdoável esquecimento deixou-me do lado de lá da saudade.

4 comentários:

jomagope disse...

gosto da sensibilidade das palavras e das figuras que elas podem encerrar... tanto nos planos mentais como nos emocionais... é uma questão de identificação com a identidade...

fez-me pensar nos meus quotidianos...

abraço

Passageiro do Tempo disse...

Mas há sempre uma segunda oportunidade...

Grande abraço!

Anónimo disse...

Podes ter-me feito perder o barco - mas gosto de mim como sou; e, com este sentir, viverei na jangada que vou construindo, sem passageiros e sem tempo!

A ti dedico estas sentidas palavras, passageiro do tempo!

Sissi disse...

De nada adiantaria comprar o bilhete.
Dizem que a felicidade é o caminho e não o destino...
caminhemos , então.
E importante que não nos esqueçamos de viver os pequenos, GRANDES momentos da vida...que nos dão um pouquinho dessa tão almejada FELICIDADE.
Abraço de alma
sissi

Arquivo do blogue