Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

quinta-feira, fevereiro 08, 2007

As Pedras Também Vivem


Lembro-me de um Tempo em que até as pedras viviam...
Em que o meu acordar era Vida,
qual sopro divino...

3 comentários:

Pepe Luigi disse...

Sim. As pedras desta maravilhosa imagem, vivem. E o sucinto mas bonito poema faz um apelo aos sentidos.
Fiquei vários minutos pregado ao poder desta perfeita simbiose.

Parabéns pelo teu espaço. Vou continuar a visitá-lo.

Acabei de postar um comentário no códice do tempo. Não deixes morrer esse blog.

Um abraço
José Luís.

ana maria costa disse...

amigo as pedras vivem
como os sonhos
só não se apalpam ou pisam.

Caçador de Palavras disse...

recorda-me algo... talvez algo mais antigo do que o meu tempo de vida ;-)

aquele abraço

Arquivo do blogue