Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

terça-feira, fevereiro 13, 2007

No Caminho Da Eternidade


Recentemente o Mundo inteiro ficou tocado por uma história surpreendente... a descoberta de duas ossadas, pertencentes a duas pessoas, que morreram há muito tempo... abraçadas para sempre.
Li sobre esta história e a sua descoberta... de facto há coisas tão simples que parecem pertencer a contos de fadas ou a algum romance imaginário, escrito por alguém super dotado.
Num jornal inglês lia-se que os arqueólogos e as pessoas, que com eles procediam às escavações, quando se depararam com tal cenário ficaram sem dizer nada durante um longo período de tempo, houve até quem chorasse.
A mensagem daquelas duas pessoas era mais que evidente.
Um testemunho de um ser humano que quis amar um outro ser humano para sempre...
Há no Mundo algo maior que os Homens, algo para além da nossa compreensão.
Uma prova de amor para a humanidade foi o que estas duas pessoas deixaram e, em plena era materialista, fomos abalados por uma imagem tão forte que nos deixa a pensar...
No fundo de nós mesmos desejamos amar assim, para todo o sempre...

7 comentários:

Caçador de Palavras disse...

e tu soubeste ler na perfeição a mensagem que este par de ossadas deixou para a posteridade... uma mensagem mais poderosa do que qualquer símbolo, hieroglifo ou caracter ancestral poderia ter marcado

;-)

abraço

Sandra Marques disse...

Esta história fica comigo para sempre ... fiquei presa na imagem e no sinal grandioso que transmite. Uma mensagem ao mundo materialista a avisar que é urgente amar. O Amor deverá ser o movimento do mundo!

Um texto lindo e uma mensagem de grande impacto!!

Laranjinha disse...

Só tenho uma palavra a dizer... MAGNIFICO! *

ana maria costa disse...

bonita imagem!
bonitos pensamentos!
boa esperança transmitida!

legivel disse...

... é de facto uma imagem forte... como forte deve ter sido o amor que uniu aquelas duas pessoas.

Pepe Luigi disse...

Esta imagem e a tua postagem atesta bem o quanto pode ser o posto ao conceito "... e até que a morte nos separe".

Um Abraço

Sissi disse...

Sim. Neste caso nem a MORTE os separou. tal a força do AMOR.
Uma mensagem tocante.
Um trabalho grandioso, Passageiro do tempo.
Abraço grande.
Sissi

Arquivo do blogue