Nem tudo começa aqui e nem tudo acaba aqui

Uma viagem conduzida por:

sexta-feira, janeiro 12, 2007

A Árvore Da Luz

Não quero escrever das guerras, hoje,
nem tão pouco do Homem que tira a Vida a outro Homem.
Hoje quero sentir o vento da Vida,
o sopro da existência que sai de uma qualquer árvore,
simplesmente tocando-lhe.
Quero sentir o olhar das crianças quando não sabem onde estão,
para as apaziguar e fazê-las sentir seguras.
Quero saber voar para ver o mundo de que faço parte,
não para ser dono de alguma coisa, mas para vislumbrar onde me foi concedido habitar.
Quero ser aquela ave, a que voa mais alto que uma montanha,
aquela que me disse um dia,
"vem, acompanha-me, vou mostrar-te o meu mundo, aquele que os Homens não querem partilhar".
Quero ouvir a melodia de um amanhecer,
juntamente com toda a Humanidade, em silêncio, e em todos os cantos do mundo.
Quero congelar todos os momentos para os levar comigo até à Eternidade,
porque desse lado não há um Tempo, esse lado é o Tempo,
e nesse Tempo estaremos Todos juntos... novamente.
Quero sentir o que ainda nem os sentidos entendem,
quando vejo a verdade ser usada em nome da destruição e morte.
Quero entender o meu lugar num Universo que um dia me fez existir,
juntamente com tudo o que me rodeia...
Quero perceber a árvore que um dia deixou passar a Luz,
para que eu soubesse, nesse mesmo instante, como seria estar perante Deus.

4 comentários:

tb disse...

Sim deixemos as guerra e olhemos para o que verdadeiramente importa e vale...
Beijinhos

Caçador de Palavras disse...

a presença do divino estátb neste texto...

um grande abraço

Sandra Marques disse...

Não tentes perceber ... caminha em direcção à luz. Deus é amor e amar é um acto irracional ... inesplicável e pleno de energia positiva.
Beijitus

António Gil disse...

A Luz,que Tudo envolve,e que em Todos nós se projecta...evidenciada de forma eloquente nesse belíssimo texto,emoldurado por deslumbrante imagem...

Arquivo do blogue